Concorrência da Nova Marca do PMDB

O PMDB está mudando. Sempre fomos MDB, mas a ditadura nos obrigou a mudar de nome. Vamos agora deixar o “P”, de partido, no passado e voltar ao nome de nossa fundação: Movimento Democrático Brasileiro. Não se trata de uma mera alteração. Essa mudança simboliza um novo momento do nosso partido e da política brasileira. Vamos reforçar nossos valores históricos e nos aproximar ainda mais das vozes das ruas. Queremos mais participação popular na vida do partido e isso começa na definição do nosso nova marca.

O autor da proposta vencedora será contratado e receberá
R$ 30 mil para desenvolver o projeto.

Conheça as regras e condições da Concorrência

Confira as etapas da concorrência

Clique nos números para ver mais detalhes
1

Cadastre-se e envie sua marca

Acesse e preencha o formulário de inscrição. Após preenchimento e concordância com os termos, envie sua marca.

Feito envio, será gerado um recibo. Imprima e guarde-o.


2

10 melhores vão para votação popular

Os 10 melhores trabalhos selecionados pela Comissão Julgadora do PMDB serão colocados para votação popular aqui no hotsite.


3

Dos 3 melhores, o melhor será escolhido

As 3 propostas que obtiverem mais votos nesta etapa serão enviadas ao presidente nacional do partido, que com o suporte dos designers convidados, selecionará apenas uma que será classificada em 1º lugar. A marca escolhida pode sofrer ajustes após concorrência, a fim de ser utilizada como marca oficial do PMDB.



História do partido

Em um período marcado por repressão e violência, o Movimento Democrático Brasileiro nasceu em 1965 como a única força política legal de oposição ao regime militar. Registrado oficialmente em 1966, após a instauração do bipartidarismo político resultante do Ato Institucional nº2 do regime, o grupo foi construído a partir da união de diversas lideranças provenientes de partidos extintos pela ditadura. Tais difíceis condições forjaram o partido como é até hoje: diverso, democrático e sem medo de lutar pelos interesses dos brasileiros.

Desde o início, os desafios nunca foram poucos. As disputas contra a ARENA, partido do regime, eram duras e desiguais. Afinal, como acreditar na vitória quando seu oponente é quem faz as regras? A ditadura não tinha limites para excluir o MDB do poder. No entanto, a coragem de brasileiros como Ulysses Guimarães, Tancredo Neves e Teotônio Vilela se mostrou maior do que as táticas do regime.

Esse sentimento se espalhou pelo país. O partido foi responsável por levantar as bandeiras desejadas pela população. Foram anos muito difíceis, mas aos poucos o regime foi cedendo às vontades do povo. A ditadura, enfim, acabou. Conseguimos o direito ao voto direto. Os partidos puderam se organizar novamente. À esquerda ou à direita, ninguém pode negar: as vitórias duramente conquistadas pelo MDB com apoio popular constituem hoje os pilares de nossa democracia.

Mas afinal, por que PMDB e não MDB? A ditadura acabou, mas caiu atirando. A reforma política imposta pelo general Figueiredo – o último do regime militar – exigia o “P”, de partido, no início das siglas – o que foi visto como uma clara tentativa de afetar o prestígio conquistado pelo partido sob alcunha de MDB. Para um partido que enfrentou problemas tão maiores no passado, a vingança mesquinha do regime em nada mudou sua luta. O PMDB seguiu em frente e foi protagonista na Assembleia Constituinte que resultou na gloriosa Constituição de 1988.

De lá pra cá, muita coisa aconteceu. Novos partidos foram criados, alguns por ex-integrantes do PMDB. Uns saíram, outros entraram, mas os valores do partido continuam os mesmos. Em todos os desafios das últimas três décadas, da estabilização da moeda, do combate à desigualdade social, na recuperação da economia, podemos nos orgulhar de sempre estar no lado certo da história: sem medo da luta, dispostos ao diálogo, caminhando junto com o povo brasileiro.

Em um novo momento da democracia brasileira e da política mundial, queremos reforçar as origens do partido e nos livrar de um triste resquício da já distante Ditadura Militar. Voltaremos ao nosso nome de fundação, que é também o que melhor nos define. Um partido que ouve as vozes das ruas: o Movimento Democrático Brasileiro.

Evolução da Marca

1984

1990

1994

Atual

Concorrência Logo 2017 PMDB

2017

1984

1990

1994

logo

ATUAL

Concorrência Logo 2017 PMDB

2017

Marcas em análise!

O processo da escolha da nova marca do PMDB está em andamento. Pela votação popular foram selecionadas 3 delas, que agora estão com a direção do partido para definição tão breve a agenda política permita. O adiamento da decisão final se deu por conta de outros compromissos da agenda do partido, como a votação da reforma política para as eleições 2018, que também motivaram o adiamento da convenção nacional do PMDB, originalmente agenda para 04/10 e que agora acontecerá dia 07/11.

As 3 marcas mais votadas, exibidas em ordem aleatória, foram as seguintes:

Clique na Marcas para ampliá-las.

PMDB - Concurso Marca - Lucas Ouro
PMDB - Concurso Marca - Thalles Lorencini - 2
PMDB - Concurso Marca - Marcelo Maia

FAQ

A concorrência tem como objetivo a criação e a escolha de uma nova identidade para o PMDB. A dinâmica vai definir um fornecedor que desenvolverá a nova identidade de marca do partido.

O candidato deve se cadastrar no site e enviar até três projetos de nova marca para o partido.

Qualquer um com mais de 18 anos e que tenha empresa para emitir nota pelo serviço.

Não.

Não.

Sim, será necessário emitir nota.

O envio será feito pelo site, após cadastro, até às 23:59 do dia 15 de setembro de 2017.

O arquivo deverá estar em um dos seguintes formatos JPG/PNG/BMP/TIFF, com resolução mínima de 800×600.

Projetos podem ser enviados até às 23:59 do dia 15 de setembro de 2017.

Cada candidato poderá enviar até três projetos.

O autor do projeto escolhido vai receber o valor de R$ 30 mil.

As propostas serão avaliadas pela Comissão Julgadora do PMDB, composta por 01 representante dos seguintes Nucleos do partido: Juventude PMDB, PMDB Mulher, PMDB Afro, PMDB Sindical, PMDB Socio Ambiental, PMDB Tradicionalista, além de um representando a Fundação Ulysses Guimarães, da Presidência do PMDB e 3 Designers convidados. Os critérios de escolha são: Criatividade (inovação conceitual e técnica): 25%; Originalidade (desvinculação de outras marcas existentes): 25%; Comunicação objetiva (concisão e universalidade): 25%; Relação com o conceito, o tema e o objetivo geral do PMDB: 25%.

Após o fim do envio de projetos, a comissão julgadora vai escolher os 10 melhores projetos para votação popular. Os 3 trabalhos mais votados serão levados à comissão julgadora que vai escolher o vencedor.

 O vencedor da concorrência deverá desenvolver a nova identidade do PMDB com os seguintes materiais: apresentação criativa do logotipo, arquivos fonte do Logotipo vetorizado e suas variações de aplicações, aplicações em papelaria e materiais de brinde e manual de identidade visual e uso da marca contendo todos os itens exigidos no item 7.1 do regulamento da concorrência. Cabe também ao vencedor emitir nota de prestação de serviço no valor de R$ 30 mil.

Tanto o vencedor como os demais participantes cedem e transferem para o PMDB em caráter definitivo, pleno e irrevogável, todos os direitos autorais sobre todas os materiais criados, para qualquer tipo de utilização, publicação, reprodução por qualquer meio ou técnica.

Ainda tem dúvidas? Envie um email para duvidas@novamarcapmdb.com.br

Marcas em análise!

Em breve informaremos a marca vencedora aqui no Hotsite da Concorrência.

Confira os 3 trabalhos mais votados pelo público.